segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

REDUZIR A VIOLÊNCIA ARMADA NOS EUA



REDUZIR A VIOLÊNCIA ARMADA NOS EUA

A Conduta da sociedade Americana há muito tempo tem sido reforçada por um desenvolvimento amoral, como podemos ver nos escritos de Augusto Comte em seu trabalho principal, o Sistema de Política Positiva (1852 – 1854), nos Volumes IV, Tabela Sintética do Futuro dos Direitos Humanos, Capitulo V: OS ACHADOS DESTA SISTEMÁTICA, de acordo com a combinação do futuro com o passado ou o QUADRO GERAL DA TRANSIÇÃO EXTREMA, Página 490 e seguintes, onde discute o Ser Humano Inglês e sua participação na Civilização Ocidental onde mostra na pagina 494:

"O peculiar processo de colonização do Norte e do Sul da América (USA), introduziu entre eles uma diferença contínua sobre as relações com suas maiores populações. Sistematizado pelo catolicismo e a realeza, o transplante Ibérico preservado o grupo de antecedentes e até permitiu que eu elucidasse o melhor desenvolvimento dos caracteres essenciais. Mas a colonização britânica resultou de um impulso individual a que o protestantismo serviu de consagração e especialmente alterou as tradições sociais, na medida em que surgiu a partir, principalmente, dos perseguidos e os rebeldes. Uma vez que os dois modos de ter sido severamente manchada por escravidão da raça afetiva (negra), esta monstruosidade provocou um contraste decisivo entre os que apreciam como disciplina temporal e espiritual insuficiente e coloca os protestantes sob os católicos. Reproduzido em outros aspectos, essa diversidade tornar os Americanos Britânicos serem os mais anárquicos de todas as nações Ocidentais, porque eles têm incentivado os defeitos e reprimido as excelências do tipo Inglês." Augusto Comte.

                Cabe aqui alertar que toda civilização para manter sua existência pacífica ou guerreira tem que se estruturar com a composição de Três Potências Basilares ou Capitais. Este tripé será formado pelos pés: do Capital Moral, do Capital Intelectual {(Ficção, Metafísico e Científico; ou o mesclar deles) e do Capital Material ($)}. Caso ocorra um desequilíbrio violento em um destes três tripés, com certeza o Progresso se tornará anárquico e a Ordem retrógrada, onde a sociedade irá procurar um destino de sua autodestruição, principalmente com relação ao Capital Moral, que age sorrateiramente, mas com uma força descomunal e faz tombar o Tripé da estabilização social. Quem provoca o amalgama desta União, Unidade e a Continuidade da Sociedade são os componentes do Capital Moral. As aplicações e os resultados das Leis Naturais da Ciência Moral Teórica Positiva ou Ciência da Construção ou Psicologia Científica é que nos levam ao Desenvolvimento do progresso Pacífico ou não de um Indivíduo, de uma Família e de uma Nação.      
A formação do Capital Moral é lenta, gradativa e se torna forte. Mas leva tempo para se consolidar ou muito rapidamente, para se desestruturar e autodestruir uma sociedade.

“Nos tempos de revolução, a dificuldade não é cumprir o dever; é saber em que consiste o dever a ser cumprido.” TÁCITO.

Cabem aqui algumas notas para efetuarmos o planejamento Moral de uma Nação:

A Moral científica, consoante à tradição, baseia-se na existência de seres coletivos. Em toda a parte o homem se acha ligado a uma família, a uma pátria e a uma sociedade mais complexa, porque o Ser Humano com Saúde, não pode existir fora destes ambientes. Seu império, que vai crescendo, caracteriza-se principalmente pela continuidade e se resume nesta lei universal que dirige todos seus pensamentos e afeições; as grandes obras deixadas pelos “mortos que necessariamente governam os vivos”. A Humanidade*, que os mortos representam, constitui, por conseqüência, o Ser Supremo, em cujo nome deve ser consagrado, em todas as regras da ética científica.

            O Dever é a função desempenhada por um órgão livre. Todo o concurso para uma obra comum supõe desigualdades sociais, espontâneas ou adquiridas, exercendo funções distintas. O dever é a formulação Sistemática deste estado, que se mostra necessário, e aos quais todos os deveres estão sujeitos. A harmonia entre as funções e os órgãos sociais não sendo absoluta, é mister conter as divergências pelos sacrifícios da personalidade, cujo grau se determina pela razão abstrata. A fé apresenta-se, portanto, como uma condição indispensável para o cumprimento do dever. Este é relativo à elevação pessoal e social do indivíduo e ao grau de civilização. O dever é de fato, a submissão à Humanidade.

A independência tem caráter social em suas condições de existência e resultados; o direito, portanto, não é absoluto, mas relativo ao grau de submissão voluntária à ordem humana. Como todos os seres só têm o direito de sempre cumprir o dever, o problema da liberdade consiste em tornar esta norma cada vez mais espontânea. Assim temos que procurar satisfaz perfeitamente a tal preceito, exaltando a dignidade do homem (a recusa de concurso e a suprema sanção) e aconselhando, como medida inevitável e imprescindível. Viver as Claras. Isto é não mentir. Assim, no cumprimento de qualquer dever, o que há de liberdade moral se torna cada vez mais preponderante sobre o que for legalmente obrigatório. Como a opinião se constitui progressivamente em supremo juiz, caberá ao Sindicato dos Proletários exercerem por toda à parte, as funções de controle de apreciação.



                 A Moral Doméstica é educar o subordinar dos sentimentos egoístas aos sentimentos Altruístas; instruir o homem para a Pátria e para a evolução pacífica da Humanidade, sob a presidência feminina. A Mulher deve desenvolve atividades que cada vez mais a diferenciem do homem. Livremente dedicada ao lar doméstico, à Mulher ai se torna a providência moral do homem como dona da casa, esposa e amiga, e principalmente como Mãe.  Devesse eliminar as utopias que confiam ao Estado a função educadora dos sentimentos, pertinente ás Mães, bem como as que seduzem a Mulher para a vida pública. É no seio da família que ela participa melhor da existência social; e, justamente para esta função precípua  o Estado deve apoiar o sustento da Mulher Mãe casada e que constitua uma família de par andrógeno – com um Salário de Manutenção, enquanto ela tiver filhos na idade entre zero e 12 anos.

Os regimes que são formados pelas “cracias” presam uma sociedade de pares, em que os indivíduos, a despeito de diferenças individuais de talento, aptidão, ocupação, dinheiro, raça, religião e, mesmo, posição social, se encontrem associados, como seres humanos fundamentalmente semelhantes e independentes, mas solidários. Estas sociedades ditas “cracias” que só serão realmente aprimoradas se o Ser Humano se convencer da tremenda importância da Educação Universal dos Sentimentos, para consolidar sua construção. Ao se criar um Sistema de Educação Universal, tendo como princípio instituir o aperfeiçoamento da Natureza Humana no seu tríplice aspecto: físico, intelectual e moral, fará com que a Educação venha ser a principal das Artes do Bem (Medicina, Direito/Deveres e a Política) porque aperfeiçoa todos os campos da atividade, melhorando seus agentes morais, teóricos e práticos.

A todos os Seres Humanos correspondem a uma mesma Educação Geral, no que diz respeito ao seu destino afetivo e intelectual; no entanto no seu aspecto prático ela se divide em dois ramos, segundo o destino ativo da Mulher Mãe, na vida Privada, hoje altamente desfavorável. E do homem na vida pública. Aqui não se deseja retirar o poder político da Mulher.  O que se deseja enfocar é que a Mulher tem maior facilidade no desenvolver a atividade poética na estética das artes domésticas.

Queiram ou não as Mulheres são diferentes dos homens; e vice versa; e são pelas diferenças que ocorrem as uniões. Alguns Direitos e Deveres são iguais, mas graças a DEUS, a grande maioria dos Direitos e Deveres é diferente. Igualdade somente de oportunidades.

7.2.1 – AS MULHERES QUE POR VENTURA, DEVIDO A SUA ÍNDOLE OU POR NECESSIDADE, DEVIDO À INSUFICIÊNCIA DO TRABALHO MASCULINO, NO SEIO DA FAMÍLIA, QUEIRAM SE DEDICAR AO TRABALHO FORA DO LAR, QUE O FAÇAM SE ASSIM DESEJAREM, DE COMUM ACORDO COM O CÔNJUGE; DESDE QUE NÃO PREJUDIQUE A EDUCAÇÃO MORAL DOS SEUS FILHOS, ATÉ A IDADE DE 12 ANOS. (TÍTULO I - DO PRINCÍPIO FUNDAMENTAL – CONSTITUIÇÃO SOCIETOCRÁTICA REPUBLICANA - P. A.LACAZ).


 A Ética Social ou da Pátria ou Moral Cívica desenvolve o homem formado pela família. A pátria cuja noção foi tardia, e assegura o concurso de todos os cidadãos para a obra comum, por meio de um duplo órgão - sentimental e temporal. O novo regime não exclui a autonomia municipal e nem as grandes nacionalidades  por serem hoje compatíveis com a extensão normal da pátria; exclui o comunismo e o excesso de individualismo, como opositores da dignidade cívica. Todos os serviços humanos, sendo livres, os trabalhos devem se libertar dos costumes servis. Consagrando a hierarquia industrial e a divisão entre os patronais e os proletários, que, respectivamente, constituem a providência material e a providência geral da Humanidade. A Moral cívica científica regula os deveres correspondentes por intermédio do poder intelectual científico, mediador de todos os conflitos.

Para um melhor entendimento sobre este tema sugiro que leiam o artigo Religião Contra o Estado:

       A Moral Científica do Ocidente tem por finalidade dirigir a existência de suas diversas populações, solidarias desde Carlos Magno e que compõem a União Européia e as Américas democráticas, capitaneadas pelos USA. Esta regulamentação não pode fluir de processos revolucionários, como sejam as politicas nacionalistas, industrialista, sentimentalista e etc. O restabelecimento da ordem no Ocidente depende de uma transformação doutrinária, onde os diversos Estados hão de reforçar, adotando uma politica de pacifismo. Os Estados Unidos da América regenerados pela República Societocrática, deverão tomar esta dupla iniciativa, moral e politica.

       A Moral Planetária Científica da Mãe Terra é consolidada sistematicamente as tendencias universais para a unidade terrestre, mantendo uma branda competição industrial e comercial em um Capitalismo Policiado de tendência de Repúblicas Societocráticas de cunho científico, com uma Imprensa Livre e de elevada Responsabilidade. Pois as democráticas hoje pertinentes são de cunho metafísico, que orquestram um  sistema de progresso anárquico.  A regulamentação das relações planetárias tornou-se tão imprescindível com a criação da ONU, por sua crescente complexidade, quanto inevitável, pela reação dos Orientais contra os abusos dos Ocidentais. Neste particular, só o espirito simpático e relativo dos cientistas conseguirá satisfazer. Esta obra exigirá um profundo respeito ao seu estado presente e a instituição de uma Marinha Ocidental, para assegurar a polícia dos mares, objetivando também a BIOCRACIA, para manter o Planeta de forma habitável, e combater a mudança climática e reduzir a poluição.

Após este introito vamos nos dedicar a analisar os itens do discurso – no relato do STATE OF THE UNION que o Presidente Barack Obama, proferiu em 12/02/2013, e retirar os assuntos do tema - REDUZIR A VIOLÊNCIA ARMADA NOS EUA, onde podemos aplicar a Moral Científica, com respeito à Ética ou Moral Individual, a Moral Doméstica e a Moral Social ou da Pátria ou Moral Cívica, procurando não só corrigir e penalizar os efeitos, mas, principalmente alterar pela Educação dos Sentimentos, as causas que são as fontes deste problema.

Escolhi este trecho do discurso do Presidente Barack Obama para colaborar:
“Está claro, o que eu disse esta noite, pouco importa se não chegarmos juntos para proteger nosso bem mais precioso: Nossas crianças. Faz dois meses que aconteceu Newtown. Sei que esta não é a primeira vez que este país tem debatido como reduzir a violência armada. Mas desta vez é diferente. Esmagadora maioria dos norte-americanos - os americanos que acreditam na Segunda Emenda - uniram se em torno de senso comum de reforma, como fundamentos que vão tornar mais difícil para o criminoso pôr as mãos em uma arma. Senadores de ambos os partidos estão trabalhando juntos em duras novas leis para impedir que ninguém compre armas para revenda a criminosos. Chefes de polícia estão pedindo nossa ajuda para obter fora de nossas ruas, as armas de guerras munições e revistas enormes, porque estes chefes de polícia estão cansados de ver seus rapazes e moças sendo superados.
Cada uma dessas propostas merece um voto no Congresso. Agora, se você quer votar não, a escolha é sua. Mas estas propostas merecem um voto. Porque nos dois meses desde o Newtown, mais de mil aniversários de formaturas e aniversários foram roubados de nossas vidas por uma bala de uma arma - mais de mil.
.........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
Nossas ações não vão impedir qualquer ato de violência sem sentido no país. Na verdade, não há leis, não há iniciativas, não há atos administrativos que irão resolver perfeitamente todos os desafios que descrevi esta noite. Mas nós nunca fomos enviados aqui para ser perfeito. Nós fomos enviados aqui para fazer a diferença que nós podemos, para proteger esta Nação, expandir as oportunidades, defender nossos ideais através de condições rígidas e muitas vezes frustrantes, mas o trabalho absolutamente necessário do próprio-governo tem que ser feito.”
Cinco dias depois (19/12/2012) do tiroteio na Escola Fundamental Sandy Hook em Newtown - Connecticut, o Presidente Obama anunciou que o vice-presidente Biden faria um esforço para desenvolver um conjunto de propostas de políticas, concretas para a redução da violência armada, o mais tardar até janeiro de 2013.

O Prometido foi cumprido!

O pacote de recomendações, lançado publicamente em 16 de janeiro de 2013, pelo Presidente Mr. Obama, após ter recebido do Vice Presidente Mr. Biden em 15/01/2013 onde detalha as formas que podem ajudar a manter as armas longe das mãos erradas, tornando as escolas mais seguras, e elevando o acesso a serviços de saúde mental.  Baixe o texto completo do Plano do Presidente http://www.whitehouse.gov/sites/default/files/docs/wh_now_is_the_time_full.pdf   . E Agora é a Hora de Fazer Algo Sobre a Violência Armada

Analisando estes dois links, verifica-se que só são abordadas as restrições e punições do uso de armas; só se atacou a correção e punição dos efeitos e nada foi sugerido para alterar o surgimento e/ou corrigir as causas que geram no comportamento humano, dos que usam as armas, na minimização do estado psíquico da criação da desarmonia ou desequilíbrio mental, na geração do estado de barbárie, em que é levado o criminoso, cometer estas atrocidades.

Mas no primeiro link
http://www.whitehouse.gov/sites/default/files/docs/wh_now_is_the_time_full.pdf - Plano do Presidente já indica nas paginas 9 – 13/ 14 e 15 uma preocupação com relação à procura das causas e algumas medidas que afetem a psique ou alma das crianças na identificação da sua patologia e das ações de cura médicas, para evitar o surgimento do ato da violência criminosa, naquelas crianças que tenham tido ensinamentos, onde maximizam os Sentimentos Altruístas subordinando-os aos Sentimentos Egoístas. Isto é, fazendo ocorrer a Subordinação da Sociabilidade à Personalidade. A criança não respeita o viver pacificamente em sociedade.

Vale realçar sobre este tema do texto do Plano contido na pagina 9, que:

“Há aproximadamente 30.000  armas de fogo referentes  a  homicídios e suicídios por ano, um grande número o suficiente para deixar claro que isto expressa uma crise de saúde pública. Mas, durante anos, os Centros de Controle de Doenças (CDC) e outras agências científicas foram barrados pelo Congresso do uso de fundos para "defender ou promover o controle de armas", e alguns membros do Congresso afirmaram que esta proibição também proíbe o CDC de realizar qualquer investigação sobre as causas da violência armada. No entanto, a pesquisa sobre  violência armada,  não é para defesa, que é a investigação crítica de saúde pública que dá todas as informações norte-americanos de que eles precisam.”.

Sugere:


            Realizar uma pesquisa sobre as causas e prevenção da violência armada, incluindo links entre os jogos de vídeo, imagens da mídia e violência: O Presidente indica a emissão de um Memorando Presidencial ao Centro de Controle de Doenças e órgãos científicos para conduzir investigação sobre as causas e prevenção da violência armada. É baseado na análise jurídica que conclui tal pesquisa. Não é proibido por qualquer dotação de linguagem. O CDC vai começar imediatamente, avaliando as estratégias existentes para prevenir a violência armada e identificar as mais prementes questões de pesquisa, com o maior impacto potencial para a saúde pública. E a Administração está pedindo ao Congresso para fornecer US $ 10 milhões para o CDC para realizar mais pesquisa, incluindo investigar a relação entre os jogos de vídeo, imagens da mídia, e violência.  



VAMOS COMBATER ESTAS CAUSAS QUE GERAM ESTAS DESGRAÇAS SOCIAIS.

Estas anomalias do tipo de violência armada nos USA, que aparentemente fazem com que os americanos ainda não tenham sentido temor da implosão de sua sociedade, diante de um fato que visivelmente lhes mostram ser corriqueiras da vida; mas que recentemente tornou-se preocupante, por se tornar quase epidêmica; pois eles tem profundas raízes, de patologia social, cujo os reflexos estão maximizando agora, como podemos ver por dados históricos onde alguns americanos relatam que sua sociedade sempre foi construída sobre assassinatos em massa.

Dentro da doutrina Científica do positivismo existem três raças. A negra, a branca e a amarela. A História das Civilizações nos mostra que nos tempos mais remotos, quando estas três variedades de raças ainda se desconheciam e ainda não tinham sofrido a influencia uma sobre as outras que: A Negra era a mais altruísta ou mais amorosa e a que mais gostava de música e dança; a Amarela era a mais trabalhadora e a Branca a mais inteligente cientificamente, no entanto a mais egoísta – a mais perversa.

Vejam em “A Black Agenda Radio commentary, by Glen Ford sobre este tema - The Ultimate Logic of a Society Built on Mass Murder - http://www.blackagendareport.com/content/ultimate-logic-society-built-mass-murder

As escolas de ensinamento de uso de “gun”, para crianças e adolescentes, com o palco teatral voltado não para a disputa do acerto do alvo e sim para mostrar a ganancia de matar, como pode ser vista no link  http://www.youtube.com/watch?v=3XEA0oXzxbE ; acrescido de um curso de pós-graduação onde são desprovidos de valores humanos do sentimento Altruísta onde as ações  do ódio volta contra si mesma. Essa é a lição simples de Newtown, e Columbine, e Aurora. A mesma deformidade cultural cria um enorme mercado para jogos como o muito popular Assassins Creed , cuja mais recente versão integra assassinato individual e em grupo com os eventos da Guerra Revolucionária Americana. Crianças americanas podem simular o assassinatos em massa durante todo o dia, e se sentir patriótica e inteligente ao fazê-lo. Assassins Creed apresenta um elenco inter-racial de assassinos.

Como a educação Familiar anda muito deturpada, pois os pais em vez de educar os sentimentos (Comprimir o egoísmo e expandir o altruísmo), compram ($) os filhos com presente ou os penalizam sem atender seus interesses materiais pessoais. Os filhos perdem o respeito, o sentimento de amor e cresce a desobediência e surge a vontade de matar, para atingir seus objetivos. Ele aprendeu as técnicas dos bárbaros e vai pôr em prática. Fortalecido por outras ideias de que têm que defender a Nação Americana de ataques dos inimigos, reage como seus vizinhos, parentes e colegas fossem seus opositores. O Palco do Conflito do Assassinato está Montado. Depende do caráter de cada um para ocorrer à desgraça.

           Temos que educar as Futuras Mães não só para o Pré-Natal como para o Pré- MORAL 



 Dentre muitos outros fatores que desestruturam a Sociedade é o elevado nível de competição entre empresas e entre as pessoas, que estão se autodestruindo; se destrói as pessoas, AS FAMÍLIAS, as empresas e finalmente se destrói o próprio país - USA. “Esta disputa desenfreada está tirando a serenidade da vida, a tranquilidade da convivência familiar e concentrando a renda como nunca se viu sem sangue, na História recente da Humanidade". Mas, este é um assunto para outra oportunidade.



---------------------------------------------------------------------------------------------------------


De: 
  "Stephanie Cutter, BarackObama.com" <info@barackobama.com>   
 Enviado: Seg 18/02/13 18:55 
Para: 
  Paulo LACAZ <lacaze@terra.com.br>
 Prioridade:  Normal 
Assunto: 
 Wednesday: Join me for a briefing on gun violence prevention

ORGANIZING for ACTION
Friend --

I'd like you to join me this Wednesday for a special briefing for OFA volunteers on 
gun violence prevention.

We'll talk through the President's proposal, and Organizing for Action staff will discuss 
 how we can take action.

Will you join us? ..............................................................................................


It's going to take every single one of us to spread the word and pressure Congress 
to pass legislation to reduce gun violence.

It's a big task, but I know we can do it.

Join us here at 8:00 p.m. Eastern Time on Wednesday to find out how:

.......................................................................................................................


Thanks for your help,

Stephanie

Stephanie Cutter
Organizing for Action


-------------------------------------------------------------------------------------------------




Rio de Janeiro, 20 de  fevereiro de 2013

Cara Sra. Stephanie Cutter


         Vou dedicar-me a escrever sobre as causas que promovem esses efeitos nocivos sobre a sociedade americana, complementando o artigo acima indicado. Vou sugerir algumas ações para prevenir a violência armada; e manter as armas adequadas nas mãos de cidadãos responsáveis.



         Para combater CAUSAS AMORAIS, sobre este problema, há necessidade de usar técnicas pedagógicas de ensino, sabendo os sentimentos egoístas ficarem  subordinados aos sentimentos Altruístas, sejam eles crianças ou adultos. Não se esquecendo de educar as Mulheres Mães dentro dos Templos de todas as religiões, em saber educar os sentimentos sociais - através do AMOR aos seus filhos. Através da Cartilha Verde.







Sugerir a criação de uma Campanha Nacional Maximizando o Altruísmo humano através da responsabilidade das Famílias, das Religiões, Escolas, Universidades, de Media Marketing (TV, rádio e jornais), eliminando a imagens de vídeos, jogos e outras atividades que propagam o ensino da violência.

Propagar a personalidade subordinando-a a sociabilidade. E não maximizar o inverso como é atualmente feito.

Mas esta maximização não afetará o desejo do sentimento consumista e a competição na disputa sobre a melhor qualidade e vantagens de preço dos produtos vendidos no  mercado de consumo capitalista - policiado. Não devemos esquecer de estimular o valor do Mérito (competência, capacidade e altruísmo / egoísmo) de cada indivíduo, não só no campo da riqueza material ($); mas também para alertar-los da riqueza de valores da Intelectualidade Científica;  e dos valores Morais ("Viver para Outrem”   e "Viver Sem Mentir") para servir como exemplo para a população e criando menos violência  "Viver para Outrem", não é dar suas propriedades para outros. Eu vou explicar em outra oportunidade.

Ninguém quer a existência ou Santos e nem de bárbaros.

A sugestão é para o bem social e manutenção do sistema capitalista-policiado, mais pacífico.

Não há nada de socialismo. Tem de comunidade, isto é de Social.

Saúde, com respeito e fraternidade,

Paulo Augusto Lacaz

http://sccbesme-humanidade.blogspot.com.br


==================================================================

De: 
  "David Simas, The White House" <info@messages.whitehouse.gov>   
 Enviado: Qui 11/04/13 14:09 
Para: 
  lacaze@terra.com.br
 Prioridade:  Normal 
Assunto: 
 This is a critical moment



Hello, all --
For the first time since the 1990s, Congress might be on track to pass legislation aimed at reducing gun violence in the United States. And it's because folks in Washington are starting to understand that the rest of the country isn't going to sit by and let them ignore this issue. Your voices are the reason we have a chance to win this debate. The American people expect and demand a yes or no vote.
But this is a critical moment. It's been almost four months since the tragedy at Sandy Hook Elementary School in Newtown, thousands more Americans have died at the hands of gun violence, and time is on the side of those who would prefer that we do nothing.
We want to make sure that your voices are impossible to ignore. So we're asking people from all over the country to speak out online in concert -- all at the same time. Will you join us?
It's easy to participate. Over the next few days, anyone can sign up to tweet or share a message to Facebook. Through that time, we'll gather up as many people as we can. Then we'll make sure that all these individual messages get posted together in the same moment for maximum effect.
That wave of social media will get seen by millions and millions of people.
We're talking about common-sense reforms. Like the idea that any of us who want to buy a gun should have to go through a background check first -- which 90 percent of Americans support.
So let's make sure that there's absolutely no confusion about the public consensus.
Pledge to speak out with us, and then forward this email to your family and friends:
Thanks!
David
David Simas
Deputy Senior Advisor
The White House 




 
This email was sent to lacaze@terra.com.br. 
Unsubscribe | Privacy Policy
Please do not reply to this email. Contact the White House

The White House • 1600 Pennsylvania Ave NW • Washington, DC 20500 • 202-456-1111