domingo, 29 de julho de 2012



The SCCBESME-HUMANIDADE is currently looking for a list of public and private sources of financing needs to develop the projects and provides appropriate support to the OAS.



"Civil Society" <>

            Enviado: Sex 18/11/11 19:46



Prioridade: Normal


Registro OEA | Sociedade de Cultura Científica do Bem Estar Social e Moral de Evolução da Humanidade (SCCBESME - HUMANIDADE)


O endereço de e-mail foi adicionado a Lista de Contatos

Parte inferior do formulário

Mr. Lacaz,

 On behalf of the Director of the Department of International Affairs of the Organization of American States (OAS), Dr. Irene Klinger, we would like to acknowledge receipt of your communications of November 13 and 14, 2011, in which you submitted the constitution, statutes and mission statement of the Sociedade de Cultura Científica do Bem Estar Social e Moral de Evolução da Humanidade (SCCBESME – HUMANIDADE), as well as information about the programs of the School of Sociology and articles with your organization’s proposals to support the OAS in the areas of democracy, fight against corruption and education.

Pursuant to resolution CP/RES. 759 “Guidelines for the Participation of Civil Society Organizations in OAS Activities,” we require the audited financial statements (including a list of public and private sources of financing) and report of activities for 2010-2011 in order to continue with the process of registration of your organization in the OAS. Based on your communications, we understand that because SCCBESME – HUMANIDADE was recently established in February 2011, the first annual report of activities and financial statements will not be available until mid-2012.

Bearing this in mind, we kindly recommend that you wait one year until the above-mentioned documents are available and we will continue to process your registry application at that time. In the meantime, we have included your email address in our database so that you receive our regular communications regarding OAS activities and opportunities for civil society participation.

For more information, please visit the OAS Civil Society Website



 Department of International Affairs

Secretariat for External Relations

Organization of American States

Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
Atualizado em 05/09/2011


                                                                            July, 21, 2012


United Nations

Dear Ladies and Gentlemen,

For approximately the last 21 years I have been studying outside the university circles with material support from my savings and no doubt from the books in my library, as well as often on the Internet, a Scientific Philosophy by means of the perceptions which the philosopher August Comte registered through the Natural Philosophical Laws of the Sciences: Mathematics, Astronomy, Physics, Chemistry, Biology, Positive Sociology and Positive Moral; as well as the fifteen Natural Universal Philosophical Laws which he perceived and coded as Supreme Fatality or First Philosophy, which are common to the previously listed seven sciences.

For them to be considered as sciences, the criterion was adopted that the Natural Philosophical Laws that govern them have to possess seven simultaneous attributes: Real, Useful, Certain, Precise, Organic, Relative and Social. For this reason, Economics is considered here as a technological application of the Positive Sociological Science, as Topography and Accounting are of the Mathematical Science, and as Mechanics is of Physics. On the other hand, Laws of Obligations and Rights, Feeling Education, Politics and Medicine are part of the Art of Good, and will never be sciences.

I have dedicated myself on my own, with no support from any organ or any private or state institution, striving in these last years to collaborate with great National and International deeds, with the objective of doing the Social and Moral Good of the Societies which inhabit Mother Earth, through analysis and scientific suggestions.

On SCCBEME-HUMANITY Blog:   with the followings goods: LIABILITY OF RELIGIONS and FEELINGS CHILDREN EDUCATIONACTIONS AGAINST CORRUPTIONS. RIO +20 – BIOCRACY * THE LIABILITY OF ENVIRONMENTAL CONSERVATION, SOCIAL PROGRESS AND MORAL ORDER. • WOMEN • GREEK CRISISREMEMBER THE TROJAN HORSE!SAME-SEX COUPLESNEW IDEAS, and through website you may find a series of e-mails, Articles and Books as well as a succinct explanation of this Philosophy , Politics and Scientific Doctrine. The contents of the pages are free of charge. The sites in English were conceived to honor through the Doctrine of Humanity the Population of the United States of America.

More recently, in the field of Political Regime, after having studied 26 Constitutions of various countries, I have dedicated myself to the study and search for new ideas and suggestions of a scientific nature, which by persuasion and knowledge may contribute to the emergence of a  new Political Regime capable of bringing to countries with a cultural level similar to that prevailing in Brazil conditions which are beneficial to our reaching the Capitalist Democracy in the near future, since in these countries, as in Brazil, there still predominates a Mercantilist Democracy and sometimes a Mercantilist Dictatorship, and sometimes even a Communist Socialism.

This proposed Political Regime – Republican Societocratic – may be applied with the due adjustments to the countries in the Group of 20 (G-20).

The advantage which this political regime would bring, besides other actions, would be that of educating human feelings and scientifically instructing the populations, with a view to Democratic Capitalism, bringing about the reduction of world conflicts in which many US soldiers are killed, bravely fighting communists, terrorists and despot dictators, in other parts of the world, in order to maintain the operational market structure, in freedom and with responsibility for the Policed  Globalized Capitalist System.

Approximately one year ago I created a Civil Society Organization, SCCBESME-HUMANITY, aiming to develop 39 + 7 = 46 projects, and whose number of employees is currently zero. Everything was done through my work and my personal expenses. All told with the help of 20 people who believe in me and signed the documents in registry office, to formalize the creation of the Non-Profit Society. Only I am developing the operation of SCO. I have written more recent   articles, which can be found on the blog, such as aiming to create a Political Regime, Republican Societocracy to keep out Communism or Nazism or Fascism political system, before implantation the Democratic Capitalist System.
The following projects are being considered:


  • STRUTURAL DEMOCRACY ORGANIZATION – REPUBLICAN SOCIETOCRACY and a one Societocratic Republican Constitution that it is already in 200 page.       

The SCCBESME-HUMANIDADE is looking for partners who can finance and maintain the projects so they can hire outside services and structure their actions.
We hope the collaboration of all. For any donation or visit the website
and click on the PAPYPAL bottom, in the end of the main page.

With your cooperation, we parted, wishing,

Health, with respect and fraternity,

Paulo Augusto Lacaz

terça-feira, 24 de julho de 2012


Aplicado ao País Brasil

Constituição Política da República Societocrática Federativa do Brasil

                  Decretada e Promulgada pelo Congresso Constituinte  em ..../..../ 20XX, Publicada no Diário Oficial, No ..., de .../.../20XX?


Nós, representantes da sociedade brasileira, apoiados pela Opinião Pública Esclarecida Cientificamente; mas que sejam de Vivência Prática – Proletários e Patronais; compreendidos e apoiados pelos Militares e Sacerdotes – Acadêmicos e Políticos Republicanos e Democratas, portadores da Ordem Disciplinar Hierárquica, que não bloqueia nem a criatividade nem o desenvolvimento; e do Progresso Não Anárquico e de uma Ordem Não Retrógrada, socialmente evolutivos ao Bem Estar Social; reunidos em Assembléia Nacional Constituinte, para instituir um Estado Societocrático, destinado a assegurar o exercício dos DEVERES Sociais e Morais: Planetário, Oriental, Ocidental, através de um projeto civil, doméstico e individual; não excessivamente nacionalista, mas Patriótico; a liberdade com responsabilidade, a segurança pública, o bem-estar Social e Moral, o desenvolvimento da subordinação do egoísmo ao Altruísmo, dos Direitos aos DEVERES, da análise a Síntese e do progresso à Ordem; a igualdade de oportunidade, a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia Social Positiva e na Moral Científica da Causa Pública; comprometida na Hierarquia doméstica e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, isto é: conciliando a Ordem e o Progresso, assegurando a Paz e a Liberdade de Imprensa, com responsabilidade; desta forma satisfazendo as justas solicitudes do PARTIDO CONSERVADOR – Patronal, e as dignas aspirações do PARTIDO PROGRESSISTA - Proletário ; sempre conciliantes nos fatos, mas inflexível nos princípios, decretamos e promulgamos, sob a proteção do Passado Evolutivo da HUMANIDADE, da História de Nossa Pátria e do AMOR reinante no seio de cada um e entre as Famílias Brasileiras, a seguinte CONSTITUIÇÃO POLÍTICA, DA REPÚBLICA SOCIETOCRÁTICA FEDERATIVA CAPITALISTA / TRABALHISTA DO BRASIL; homenageando os feitos humanísticos do Teologismo, com seu DEUS JAVÉ, tendo como Conselheira a DEUSA – HUMANIDADE, que representa o conjunto dos Seres Convergentes do Passado, do Futuro e do Presente; que concorreram, concorrerão e concorrem, para a melhoria do Bem Estar Social e Moral da Evolução do Ser Humano, aqui no Reino da Mãe Terra.

Applied to the country Brazil

Political Constitution of the Federative Societocratic
Republic of Brazil

Decreed and promulgated by the Constituent Congress on …./…./20XX
Published in Official Journal No. …, on …./…./20XX


We, representatives of Brazilian society, supported by Public Opinion, Scientifically Enlightened, yet with Practical Experience - Workers and Employers, understood and supported by the Military and the Clergy - Academics and Politicians of all persuasions, bearers of Hierarchical Disciplinary Order, which hinders neither creativity nor development; and of Non-Anarchic Progress as well as of Non-Backward Order, socially evolutive towards Social Welfare; gathered in a National Constituent Assembly, to install a Societocratic State, destined to ensure the exercise of Social and Moral Duties: Planetary, Oriental,  and Occidental, by means of a civilian, domestic and individual project, not excessively nationalistic, but rather Patriotic; freedom with responsibility, public security, Social and Moral welfare, development of subordination of selfishness to Altruism, of Rights to DUTIES, of analysis to Synthesis and of progress to Order; equal opportunities and justice as supreme values of a fraternal, pluralistic and unprejudiced society, founded on the basis of Positive Social harmony and of Scientific Moral of the Public Cause; committed to domestic and international Hierarchy, to the peaceful resolution of controversies, i.e.: reconciling Order and Progress, ensuring Peace and Freedom of the Press, with responsibility; thus satisfying the just aspirations of the CONSERVATIVE PARTY - Employer, and the worthy requests of the PROGRESSIVE PARTY - Proletariat; always conciliatory in facts, yet inflexible in principles, we decree and promulgate, under the protection of Humanity’s Evolutive Past, of Our Motherland’s History and of the LOVE prevailing in everyone’s bosom and among Brazilian Families, the following POLITICAL CONSTITUTION OF THE FEDERATIVE SOCIETOCRATIC CAPITALIST / LABORIST REPUBLIC OF BRAZIL; honoring the humanistic feats of Theology, with its GOD YAHWEH, with GODDESS - HUMANITY as Advisor, representing the joint Convergent Beings of the Past, the Future and the Present; who have contributed, will contribute and contribute, towards the improvement of Social and Moral Welfare of the Human Being, here on Mother Earth’s Kingdom.

segunda-feira, 2 de julho de 2012




As Responsabilidades das Religiões com a Educação das “almas”        ou “mente” ou “psique”, isto é, Educação do saber subordinar os sentimentos egoístas aos sentimentos altruístas, visando harmonizar a submissão da Personalidade a Sociabilidade.  

Este trabalho surgiu de vários encontros entre o químico e artista político, Paulo Augusto Antunes LACAZ, filho do Professor de Bioquímica da Faculdade de Medicina da UB – Paulo da Silva Lacaz e seu ex-aluno o médico Alfred LEMLE, filho do Gran Rabino Henrique Lemle; encontro estes realizados em muitas das manhãs, de forma esporádica, nos bancos de concreto da Pracinha Milton Campos, na Selva de Pedra, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, onde se conseguiu harmonizar os ensinamentos da Torá e do Talmude, da Religião Judaica, de cunho teológico com os fundamentos científicos da Doutrina Positivista, para sugerir novas ideias para o tema em questão.
Devemos enfrentar a crise dos Valores Humanos e sugerir também o início da fraternidade judaica-positivista lacaziana.
         Começando pelo Judaísmo por uma homenagem a uma das mais antigas RELIGIÕES do mundo, na procura do que a sua Bíblia registra no ensinamento precoce das crianças indicado no PARASHA REVEJA LEVITICUS e também quando aborda a Educação da ética alimentar com o KASHRUT onde está ligado à TORÁ. Lembrando: Eco-Kashrut - con­sumo ético: o que você come, usa e compra tem significação para a sua vida, as vidas dos outros e a sobrevida do planeta. Você tem obrigação de cuidar de si mesmo (shmirat haguf), dos outros (ahavta lereaacha kamocha), dos animais (tzaar b'alei chaiyim), e da natureza como um todo (bal tashchit) estabelecendo um elo entre o que você consome, e assim foi na TORÁ que apareceu pela primeira vez  os dizeres do slogan:


         Kashrut, com suas leis dietéticas é muito mais do que um hekhsher (certificado de alimento) ou um parecer de um mashgiach ( fiscal com autoridade moral e ética que fiscaliza um local de Kashrut) e é precisamente o apelo do midrash ( narrativo de forma ética) para "refinar nossas almas", que deve  inspirar-nos a olhar mais profundo nesta prática antiga, como uma disciplina espiritual e crescer a partir daí. 
Você é o que te ensinam e o que você sofre de influência do meio em que você vive e também o que você retira da mente de DEUS – ideias da TORÁ como novidade para o TALMUDE.
         Assim indissoluvelmente, o Soma ou corpo e o Encéfalo onde fica a “alma”, presos pela vida, recebem a seu modo, do exterior os “alimentos” e estimulantes de que para a vida ou existência carecem.

Estes “alimentos” são transmitidos ao Encéfalo por intermédio dos nossos oitos sentidos: Tato ( o mais geral) ; e os sete especiais, a visão (o mais sintético); audição ( o mais sentimental); e em seguida  a olfação; a gustação;  a musculação;  a calorição e a eletrição; acompanhado do fluxo sanguíneo de origem somática, que mantem viva os suportes celulares dos órgãos cerebrais e a rede das células dos neurônios e das sinapses.

Este grande número de “alimentos” de origem Objetiva, altamente diversificados que entram no universo de nossa “alma ou “psique” ou “mente” tem que ser colocado em um grau de disciplina, que é processado pela Arte da Educação dos Sentimentos. Pois os órgãos dos sentimentos é que comandam os órgãos da inteligência; e esta dá um “feedback” para os órgãos dos sentimentos, corrigindo suas Emoções – Oscilações entre o Altruísmo e o Egoísmo Humano. E por fim, um órgão da inteligência a Expressão – que provoca ou não a comunicação através das  expressões – mimica, oral e escrita, promovendo uma resultante de ação, que é policiada pelo órgão do caráter (coragem, prudência e perseverança), pondo em prática ou não o pensamento, que teve origem no conjunto das ideias, gerado Subjetivamente no Encéfalo. Fundamentado na Teoria Cerebral de Augusto Comte.

A Doença Moderna é o Excesso de Egoísmo.
Modificar o Mundo para adapta-lo às necessidades humanas e aperfeiçoar a própria alma é o
fim de  toda  a
ação  exercida  pelo  homem .
O aperfeiçoamento Moral – Viver para Outrem e Viver as Claras - acima de tudo, e depois a conquista de sólidos conhecimentos
que sistematizem  o trabalho intelectual, devem ser a preocupação constante daqueles que aspiram  a
felicidade em subordinar o egoísmo ao Altruísta.
Viver para Outrem não é dar seu patrimônio para os outros.

            Assim já podemos analisar a RESPONSABILIDADE DAS RELIGIÕES, com o “Reino da Terra”, isto é, com o ESTADO, em nele não tendo ingerência e vice versa; com vista a EDUCAR OS SENTIMENTOS na psique das crianças através de suas Mães (Do ventre aos 14 anos de idade) ensinando-as a subordinar o egoísmo ao Altruísmo; onde as futuras Mães aprenderão tal nobre cultura, em cada Templo de sua simpatia – dentro da Nave Principal do Templo, através de uma organização escolar – “Escola Pré Moral”; fora do horário do Culto Religioso, onde será propagada uma única “Cartilha Moral ou Cartilha Verde”;

comum a todas as Religiões, visando favorecer a “Educação das Futuras Mães”, em vir saber Educar os Sentimentos de seus filhos, para torna-los mais sociáveis (social e jamais socialista) e assim reduzir o espírito de barbaridade e individualidade, para amenizar a vida em Família, na Pátria e Deus com a Humanidade, harmonizando a fraternidade.

  As Religiões que não aceitarem por em prática estas sugestões terão que pagar Imposto de Renda.

         Serão dadas as Mães que cumprirem este Curso, um Diploma, que irá favorecer as vantagens para seu filho, quando necessitar das benesses do ESTADO, como no Sistema de Saúde, de Instrução Científica e etc., para não ter que mais tarde penalizar a criança que atingiu a fase adulta como criminoso. Que por consequência vai reduzir substancialmente o nível de delinquentes sociais, refletindo na minimização de cárceres, presídios, Magistrados, Juízes, Advogados e Policiais. E por outro lado, a redução do número de doenças psicossomáticas, reduzindo o número de remédios e de médicos e hospitais, com reflexos na redução dos conflitos militares devido a melhoria dos entendimentos referente aos interesses entre as Nações envolvidas.



  A Civil Society Organization SCCBESME-HUMANIDADE  ( comunga por um ideal que é inspirado na Democracia e na Societocracia Republicanas, que pressupõem um postulado fundamental ou básico, que liga indissoluvelmente a Educação e Democracia e muito mais a Educação e a Societocracia, esta última principalmente em países  ditos emergentes, para se manter melhor o Capitalismo Policiado. 

Os regimes que são formados pelas “cracias” presam uma sociedade de pares, em que os indivíduos, a despeito de diferenças individuais de talento, aptidão, ocupação, dinheiro, raça, religião e, mesmo, posição social, se encontrem associados, como seres humanos fundamentalmente semelhantes e independentes, mas solidários.

Estas sociedades ditas “cracias” que só serão realmente aprimoradas se o Ser Humano se convencer da tremenda importância da Educação Universal, para consolidar sua construção.  
Ao se criar um Sistema de Educação Universal, tendo como princípio instituir o aperfeiçoamento da Natureza Humana no seu tríplice aspecto: físico, intelectual e moral, fará com que a Educação venha ser a principal das Artes do Bem (Medicina, Direito/Deveres e a Política) porque aperfeiçoa todos os campos da atividade, melhorando seus agentes morais, teóricos e práticos.

A todos os Seres Humanos correspondem a uma mesma Educação Geral, no que diz respeito ao seu destino afetivo e intelectual; no entanto no seu aspecto prático ela se divide em dois ramos, segundo o destino ativo da Mulher Mãe, na vida Privada, hoje altamente desfavorável. E do homem na vida pública. Aqui não se deseja retirar o poder político da Mulher.  O que se deseja abordar é que a Mulher tem maior facilidade no desenvolver a atividade poética na estética das artes domésticas.

Queiram ou não as Mulheres são diferentes dos homens; e vice versa; e são pelas diferenças que ocorrem as uniões. Alguns Direitos e Deveres são iguais, mas graças a DEUS, a grande maioria dos Direitos e Deveres é diferente. Igualdade somente de oportunidades.

7.2.1 – as Mulheres que por ventura, devido a sua índole ou por necessidade, devido à insuficiência do trabalho masculino, no seio da Família, queiram se dedicar ao Trabalho fora do Lar, que o façam se assim desejarem, de comum acordo com o cônjuge; desde que não prejudique a Educação Moral dos seus Filhos, até a idade de 14 anos. ( TÍTULO I - Do Princípio Fundamental – Constituição Societocrática Republicana-P.A.Lacaz ) 

 Um programa educativo e pedagógico não pode ser estabelecido sem que o educador tenha adquirido o conhecimento científico da natureza física, intelectual e moral do Ser Humano.

A Educação da Natureza Humana se inicia na realidade, na concepção do novo Ser, que recebe as influencias do mundo objetivo e do mundo subjetivo por intermédio da Mulher Mãe.

Graduar a natureza e a intensidade dos meios educativos em relação às diversas fases da vida deve ser o objetivo da Educação. Que podemos subdividir a existência humana em oito períodos: Concepção, Primeira Infância, Segunda Infância, a Adolescência, a Juventude, a Idade Vigorosa, da Idade Madura e da Velhice.

A SCCBESME-HUMANIDADE em princípio se dedicará em definir melhor os métodos educativos: da Concepção, da Primeira Infância (De 0-1 ano aos 7 anos), da Segunda Infância (Termina com 14 anos) e da Adolescência (Termina com 21 anos), como sugestões aos Educadores de qualquer organização mundial, com base científica, afim de serem adaptadas as técnicas e ferramentas pedagógicas, mais modernas. 
A importância da Concepção e da Educação propriamente dita no conjunto da Vida faz com que entendamos mais profundamente que do ponto de vista social, o conjunto da vida pessoal que constitui desde a concepção até a morte, realmente uma educação, isto é, uma continua preparação, para elevar-nos da existência fatalmente transitória, a existência subjetiva, que só alcançarão este estágio, de serem lembrados por terceiros, depois da morte; os que tendo vivido para outrem, reviverão eternamente, em outrem, por outrem. Os grandes Vultos da Humanidade jamais serão esquecidos. O rico e o milionário que nada fizeram para o bem social, não serão lembrados mesmo construindo grandiosos túmulos. Lembram-se dos túmulos e dos seus nomes dados aos túmulos, mas não de seus feitos morais e sociais. Não ficam para História.

Por esta educação assim compreendida, o ponto de vista social, conduz a distinguir dois períodos sucessivos: o primeiro indo até a emancipação civil; e o segundo estendendo-se daí até a morte individual. O primeiro período é que se considera como a educação propriamente dita, isto é, a preparação para vida cívica.               

Esta educação propriamente dita, cumpri distinguir duas fases, uma fundamental, correspondente a concepção; a outra complementar que vai do nascimento aos 21 anos. Esta segunda fase - complementar, oferece duas partes: uma doméstica, correspondente a infância, que vai do nascimento aos 14 anos, e outra pública, que vai dos 15 anos aos vinte e um anos, que corresponde a adolescência.                                

A Educação da infância apresenta duas fases - uma do nascimento aos sete anos, relativo à Primeira Infância (de 0-1 aos 7 anos), a princípio, contínua a educação espontânea, peculiar a concepção; e depois vai se tornando gradualmente, cada vez mais, sistemática a Segunda Infância – (de 8 a 14 anos) que inaugura decisivamente a Educação sistemática. E para terminar a fase complementar encontramos a Educação Pública ou da Adolescência, (dos 15 aos 21 anos), que já é de forma totalmente sistemática.  

         Durante estas quatro fases da educação propriamente dita, deve predomina a supervisão materna. Esta preponderância é decisiva, durante a Concepção e a Primeira Infância, até meados da Segunda Infância. Esta afirmação poderá ser conhecida nos ensinamentos do filósofo Augusto Comte.
         Vamos ter que educar as Mães, para que estas eduquem seus filhos, mas não por meio das Fundações, onde os ditos educadores são de formação sentimental na predominância do egoísmo sobre o Altruísmo: Predomina o Orgulho e a Vaidade. Está na hora de chamar a atenção das Igrejas – Principalmente a Católica - que em tese seriam as responsáveis por este tipo trabalho, junto ao povo; realmente tem muito pouco feito, nestes últimos tempos para o Bem da evolução pacífica da Humanidade. Tendo continuidade, após a mestra Mãe, para serem educados pelos Professores em educação de Moral e Cívica nos Colégios.
Estamos vivendo uma grande transição, com amplas e constantes mudanças devido a Globalização Econômicas e Industriais de fundamento científico, que nos levam a objeto de estudos e tentativas de sistematização quanto ao processo do seu desenvolvimento, visando de certo modo, retirar o assunto do campo da instituição ou profecia política e levá-lo para o quadro objetivo dos estudos científicos, destinada a investigar o fator humano no processo do desenvolvimento econômico, sem criar elevados transtornos psicossomáticos, no cotidiano, desta nossa rápida passagem pela Vida Objetiva neste Planeta Mãe Terra.

A maioria dos estudos têm por mérito a análise e interpretação das diferenças estratégicas que vêm conduzindo o processo da Civilização da Sociedade Globalizada, nos diferentes países, segundo o tipo de elite que passa a comandar a grande evolução. No entanto não há um só caminho para se chegar a plena Globalização, há estratégias diferentes, conforme o tipo de elite que toma o comando de sua marcha. No entanto, tem que existir um Órgão – IIGG, que defina as linhas mestras para orquestrar a harmonia das proposições com vista ao interesse de cada uma das Nações, em equilibrar os resultados aonde venha ocorrer uma Ordem não retrógrada e um Progresso não anárquico, considerando outro órgão do CFR - Religion and Foreign Policy como meio organizacional e cultura para amenizar os conflitos religiosos través da própria religião, órgão catalizador. Mantendo a separação do Estado da das Igrejas.

As sociedades de cada pátria, não se desenvolvem no vácuo, mas sucede as sociedades preexistentes, em diferentes condições geográficas e diferentes estágios históricos, com influências do exterior que a obriga a assumir aspectos distintos nos diversos países, sem nos referirmos ao pluralismo e a diversificação do próprio processo de industrialização.
Assim a qualidade do tipo de elite, que em cada país, toma a direção do movimento e conduz a Nação através das instabilidades da transição, provoca a marcha à estratégia, a velocidade e a harmonia da transformação. Podemos indicar cinco tipos de elites que vem conduzido, nos diversos países a grande EVOLUÇÃO – ainda sem muita ordem: Elite Dinástica, a da Classe Média, as dos Intelectuais Evolucionários, as dos Administradores Coloniais e dos Líderes Nacionalistas.

            Todas estas elites se preocupam somente com a Educação do Ser Humano para desenvolver seus interesses industriais egoístas e não visam o Interesse do melhorar do Ser Humano, no que se refere a estruturação psíquica e orgânica quando da Educação durante as fazes: da Concepção, da Primeira Infância (De 0-1 ano aos 7 anos), da Segunda Infância (Termina com 14 anos) e da Adolescência (Termina com 18 anos),  e ao Educar  em saber subordinar o egoísmo ao altruísmo. Assim sendo a tendência da formação de bárbaros se eleva violentamente. Elevando os conflitos, as doenças psíquicas e orgânicas, os assassinatos, o número de presídios, de advogados, de tribunais de júri, de delegacias policiais, fora o número de hospitais e de médicos e da fragilidade aos vícios. Fora o surgimento de doenças, de forma epidêmica, que só vão aparecer na idade da velhice, tipo Alzheimer; que em 2011nos USA atingiu 5,4 milhões e que se espera uns 7,7 milhões para 2030 e em 2050 estima-se de 11 a 16 milhões. Trazendo despesas governamentais para manter cada um dos doentes, necessitarão de três assistentes. Quase com certeza esta doença só aparece nos cérebros dos velhos que quando crianças, em suas  primeira e segunda infância foram educados de forma inadequada, devido à sobrecarga de informações e do forçar o frágil cérebro aprender algo fora do seu alcance – matérias científicas de elevado nível de raciocínio subjetivo, que são  inadequados para sua idade, afetando a harmonia mental e refletindo mais tarde na velhice de forma danosa. Tudo tem seu tempo.

Educação na formação da Concepção, da Primeira Infância (De 0-1 ano aos 7 anos), da Segunda Infância (Termina com 14 anos) e da Adolescência (Termina com 18 anos, para minimizar o aparecimento de doenças degenerativas, provocado  pela má educação na distorção da formação dos neurônios e sinapse no cérebro da criança. Exigir o que não está na hora, provoca dano no futuro.

Problema a ser resolvido

Como está sendo comprovado fisicamente pelos atuais cientistas neurologistas, e já de muito definido pelo Filósofo Augusto Comte, pela análise sistemática dos fatos ocorridos e registrados por ele, das fontes de leitura da Biblioteca da Politécnica de Paris – desde 1815 a 1853. A Educação da natureza humana se inicia na realidade na concepção do novo Ser, que recebe as influências do mundo Objetivo e do mundo Subjetivo, por intermédio da Mulher Mãe. O Programa de Educação deve abranger este período indireto, que termina com o nascimento, depois do qual o novo Ser pode receber, de forma direta a influência dos meios educativos, como sendo a forma de resolver este complexo sistema de transferência de informações entre os Seres Humanos.

Graduar a natureza e a intensidade dos meios, matérias e técnicas pedagógicas em relação às diversas fases da vida é o propósito do Plano de Educação, que divide a existência humana em oito períodos: Concepção, da Primeira Infância (De 0-1 ano aos 7 anos), da Segunda Infância (Termina com 14 anos), da Adolescência (Termina com 18 anos), a Juventude – até os 28 anos, a Idade Viril – até os 42 anos, a Idade Madura até os 63 anos e a Velhice – após os 63. Vamos nos dedicar aos quatro primeiros períodos da Educação acima relacionados.

É necessário ter em conta os compromissos da comunidade internacional para promover a inclusão social e de emprego como essencial para a redução da pobreza e o respeito pelos princípios e direitos e Deveres fundamentais do trabalho. A OIT acredita que o crescimento econômico é essencial, mas não dão as condições suficientes para a redução da pobreza. Para alcançar este objetivo exigirá uma reorientação do crescimento para os pobres. É necessário fazer mudanças nas instituições, leis, regulamentos e práticas que são parte do processo que gera e perpetua a pobreza. Para isso vamos propor um do Salário de Manutenção e um Salário de Produtividade, com uma série de informações, para moralizar a noção de Família de par andrógeno; indicando o número de filhos padrões e uma série de normas, que se tornarão leis Constitucionais, objetivando a redução drástica da miséria e se possível da pobreza, incentivando a Classe Média e levando em conta o que disse Franklin Delano Roosevelt – The Best Customer of American Industry is will paid Worker.      
            Mas para que as mães possam efetuar seus primorosos trabalhos de Educadora dos Sentimentos, com base na cartilha global do curso Pré-Moral propagado pela sua Religião (O diploma de Pré-Moral, será dado somente pela frequência e não por testes) e valorizar a instituição Família, célula mãe da sociedade. O Governo remunera sua atividade de ensino doméstico moral, por meio de um Salário de Manutenção, que é entregue diretamente nas mãos da Mulher Mãe. O Valor deste salário é calculado para manter um casal e no máximo três filhos. Assim o marido terá condições de poder melhor negociar seu salário junto ao seu futuro patrão. Caso o marido se torne um vagabundo, nas costas de sua Mulher, não indo trabalhar ou não conseguindo serviços por usar de má fé, será penalizada pela Comunidade que vai fiscalizar o comportamento do Casal. Pois como não existe quantidade de Salário Manutenção para cobrir todos os casais de par Andrógeno. A Mulher Mãe será avisada e pode perder o ganho do Salário de Manutenção. Se o assunto persistir a mulher vai ter que se desquitar e terá um prazo de  no máximo 2 anos  para conhecer e vir morar com outro marido, trabalhador, pois que desejamos é manter a instituição Família – Casal e Filhos. Ela tem que tomar cuidado para não conhecer um pedófilo. Caso o casal venha ter mais de três filhos, o valor anteriormente recebido reduz 30%, como penalidade. Casal Padrão é aquele de par Andrógeno: com máximo de três filhos. Quem fiscaliza é a Comunidade.

Esperamos que as novidades possam ser úteis em algum momento e permanecemos as ordens para quaisquer esclarecimentos adicionais.
No aguardo de notícias desejamos,
Saúde com respeito e Fraternidade – Hashalom לא שלום

Paulo Augusto LACAZ   e             Alfred LEMLE
Positivist                                        Jewish
Positivista                                     Judeu
Positivismo                                  Judaísmo

Nota: Conhecer as Ciências Positivas (Matemática, Astronomia, Física, Química, Biologia, Sociologia e Moral) é hoje um dever imperioso de todos aqueles que sentem a necessidade urgente
de reforma das condições Morais da Sociedade.