domingo, 20 de agosto de 2017

A JUSTA REBELIÃO DOS JUÍZES



A Justa Rebelião dos Juízes - Por Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo
 Publicado em 19 de Ago. de 2017
  Resultado de imagem para gilmar mendes solta corruptos
Resultado de imagem para gilmar mendes solta corruptos
Os recentes episódios atinentes às decisões do Ministro GILMAR MENDES, do STF, acolhendo “habeas corpus” impetrados pelas defesas de LÍLIS TEIXEIRA (ex-presidente da Federação dos Transportes de Passageiros do Rio de Janeiro), e JACOB BARATA FILHO, ambos acusados de envolvimento em esquemas de corrupção com empresas de ônibus cariocas, onde teriam distribuído 500 milhões de reais em propinas para políticos corruptos, inclusive ao ex-governador Sérgio Cabral, em conseqüência determinando a soltura desses réus, está merecendo algumas observações duras.
O réu JACOB BATISTA FILHO é mais conhecido na opinião pública carioca como “filho do Rei dos ônibus”, qualidade atribuída ao seu pai, Jacob Batista. Dito empresário está incluído no restrito círculo de “amizades” do Ministro Gilmar Medes, que inclusive foi padrinho de casamento da sua filha. E pelo que se vê, repete-se o que antes já ocorreu em relação à polêmica soltura do bilionário Eike Batista, também patrocinada  pelo mesmo Ministro.
Malgrado esse questionável favorecimento, um determinado juiz “rebelde”, lá do Rio de Janeiro, a exemplo do que tem feito o Juiz Federal Sérgio Moro, de Curitiba, resolveu “peitar” as decisões do Ministro Gilmar Mendes, que mandou soltar os réus Lilis e Jacob. Formalmente, uma decisão não teria nada a ver com a outra, uma vez que se tratava de processos distintos. Mas esse juiz “rebelde”, MARCELO BRÉTAS, titular da 7ª Vara Federal  do Rio de Janeiro, honrando o juramento  que fez da carreira de juiz , imediatamente ,e por mera “coincidência”, determinou expedição de novos mandados de prisão contra os mesmos réus, oriundos de outros processos criminais a que eles respondem.  Com isso os citados réus que estavam sendo liberados pela ordem de Gilmar tiveram que dar “meia volta volver” e permanecer no “xilindró” onde já estavam.
Então, pelo que se observam na prática da decadente Justiça brasileira, cujas principais causas adiante serão apontadas, todos os juízes de Primeira Instância deveriam fazer não só os cursos normais de aperfeiçoamento da profissão que escolheram, mas também  cursos intensivos  de CONTORCIONISMO e MALABARISMO (intelectuais), conforme a situação concreta  de cada caso, para fazerem prevalecer a Justiça, ao invés de ficaram acomodados nas injustiças provindas das  Instâncias Superiores, a cada dia mais graves, ousadas, freqüentes e “desavergonhadas”.
Ditos episódios, de tão repetitivos, certamente estão causando um mal-estar dentro do próprio corpo da magistratura, especialmente entre aqueles juízes considerados “de carreira”, que nela ingressaram mediante o  disputado concurso público e cujos códigos de ética funcional jamais contemplariam  condescendência com essas medidas que estão sendo forçados a assistir, e muitas vezes a “engolir”, especialmente a partir de  decisões de membros dos Tribunais Superiores, ou até desses próprios tribunais.
De bom tempo para cá se tornou bastante comum a flagrante dissintonia entre os Juízes de Direito de Primeira Instância e os Tribunais, principalmente os Superiores, sediados em Brasília.  Enquanto essa renhida “guerra” prossegue célere, o tribunal intermediário, tanto da esfera federal, quanto estadual, oscilam de tal maneira que não se pode afirmar com segurança para que lado tenda. Esse fenômeno sem dúvida configura a política dando as diretrizes da Justiça, o que não está correto.
Tudo indica que à medida que os juízes vão sendo promovidos aos Tribunais, e na migração  de um Tribunal  para outro, a liberdade, e de certo modo  a própria “dignidade” profissional, que antes tinham para conduzir as demandas, vai paulatinamente ficando para trás. Os mais fracos caem mais fundo nos desvios de conduta derivados de uma doença moral degenerativa que poderia ser chamada de “embriaguez-do-poder”.
Ocorre que o Poder Judiciário no Brasil não tem INDEPENDÊNCIA, EQUILIBRIO e HARMONIA, em relação aos outros Dois Poderes (Executivo e Legislativo). A ascensão aos Tribunais se dá por livre escolha dos respectivos Chefes do Poder Executivo, da União e dos Estados, conforme o caso. No fundo não existe muita diferença entre esse tipo de escolha e a de um cargo de confiança comum (CC) nos outros Poderes. Por isso a preferência para Desembargador ou Ministro sempre vai recair sobre um operador do direito “bem-comportadinho”, que provavelmente não causará transtornos indesejáveis ao “patrão” que os escolheu. Essa característica afasta totalmente a ideia da tripartição dos poderes, e do sistema de “freios e contrapesos” entre eles, consolidados a partir de Montesquieu. Como ter esperança na independência de um Poder se é o “chefe” do outro que escolhe os seus membros? Como esperar imparcialidade no Supremo Tribunal Federal, em questões políticas, se dos seus 11 (onze) membros, 07 (sete) deles foram escolhidos nas gestões do Partido dos Trabalhadores?
De certo modo essa “rebelião” de juízes contra os tribunais tem semelhança na sua gênese  com o fenômeno da  DESOBEDIÊNCIA CIVIL na sociedade, derivada do seu direito de LEGÍTIMA DEFESA contra os seus tiranos. Mas a grande diferença entre uma situação e outra é que a sociedade geralmente recorre à desobediência civil em circunstâncias extremas, agindo contrariamente às leis que os seus tiramos editaram, no regime comumente chamado de “estado-de-direito”, mas que nessas situações deixa de sê-lo, configurando o seu perfil contrário, ou seja, o “estado-de- (anti) direito”. E nessas situações a desobediência civil se torna uma necessidade e um direito assegurado à sociedade. E quando delinquentes políticos estão à frente da edição das leis, como é o caso do Brasil de hoje, sem dúvida a desobediência civil se torna uma das poucas armas para reingresso da nação no almejado “estado-de-direito”.
Mas a “desobediência jurisdicional” de magistrados contra decisões de tribunais que reformam ou “mutilam” as suas decisões, se dá sem que haja qualquer desvio da lei. Como exemplo típico pode ser citado o mandado de prisão determinado pelo Juiz Marcelo Brétas contra os “peixinhos” que o Ministro Gilmar Mendes mandou soltar.
Infelizmente a maior resistência contra o uso da faculdade e legitimidade da “desobediência” está dentro dos comandos do PODER MILITAR. E esse poder seria decisivo para qualquer mudança, uma vez que a falsa democracia (oclocracia) em curso no Brasil de hoje não dá qualquer esperança de melhoria na situação política, seja a curto, médio, ou longo prazo. Só os políticos discursam e exigem mudanças pela alternativa “politica”, que só a eles aproveita. Disso resulta que quanto mais política “eles” fazem, mais o Brasil afunda. Propostas de mais uma “nova Constituição” não passa de tentativa de golpe político. Dessa gente ordinária não sairia nada que preste.
Qual seria a melhor e mais correta opção do PODER MILITAR se tivesse que escolher entre os interesses da Nação e os da sua cúpula diretiva, que geralmente colidem com os interesses do povo brasileiro?  Será que os militares ainda não se deram conta que “todo o poder emana do povo”, princípio inserido na Constituição, e que por tal motivo esse povo é o único titular do PODER INSTITUINTE originário, superior a todos os outros poderes? E que, portanto é a esse povo, em primeiro lugar, que o Poder Militar e todos os outros devem servir? Já leram com atenção o artigo 142 da Constituição que trata da “intervenção”? E que o Poder Militar pode intervir por iniciativa própria para “defesa da pátria” e “garantia dos poderes constitucionais”?
Ora, se porventura a TROPA/CASERNA, onde se concentra a reserva moral das Forças Armadas, aderisse à “desobediência” que já começou por formas diferentes na sociedade civil e na magistratura, dessa “sociedade” poderia surgir o que bem poderia ser chamado de “rebelião dos justos”, dela partindo a iniciativa de imediata deposição das cúpulas dos Três Poderes e construção de um novo país a partir da “estaca zero”, livre da maldita ditadura dos políticos e dos seus “Ministros”.
============================================================
Nota (1) de Paulo Augusto Lacaz - Quem indicou Gilmar Mendes foi Fernando Henrique Cardoso - FHC - https://www.youtube.com/watch?v=j12QIWbVT-k
          (2) Construir um novo País, apoiado por um Novo Regime Político, o SOCIETOCRÁTICO              REPUBLICANO . Livre das Ditaduras dos Militares, do Judiciário, com uma modalidade de               escolha dos Políticos, para nos tornar uma Grande Nação.
        
        (3) A Evolução Revolucionária, tem que começar pelo Judiciário em sua Conjuntura e Estrutura.
       
        (4)  DESVENDANDO A ECONOMIA COLONIAL, RAZÕES PARA O IRREDENTISMO - http://societocratic-political-regime.blogspot.com.br/2017/08/desvendando-economia-colonial-razoes.html

sábado, 19 de agosto de 2017

DADOS PRELINARES PARA CRIAR A REFORMA DO JUDICIÁRIO.


 JÁ  COLETEI MUITO MAIS , MAS ESTES  VOCÊ JÁ PODE  TER NOÇÃO DO QUE SE TRATA

Uma Questão Crucial Para a Nação Brasileira
DE COMO COMBATER UM VESPEIRO AGRESSIVO – Perdi o Autor quem souber me indique.
                                                                                                                                
Tenho dito que a reforma do Poder Judiciário será uma das mais difíceis tarefas que o novo governo federal sob a presidência de Lula da Silva terá de enfrentar. A propalada reforma em andamento no Congresso Nacional é meramente cosmética -- ainda que necessária e justificável, mas absolutamente não exaure a questão. A verdadeira reforma haverá de ferir sensibilidades e extinguir privilégios e, assim, a questão da reforma do Poder Judiciário continuará  insolúvel mesmo quando sair a questão da jurisprudência vinculante e a criação de um Controle Externo. São estes dois pontos que são denominados de "reforma" quando a questão crucial fica escamoteada. Não há coragem para o enfrentamento do vespeiro agressivo que é o corporativismo da magistratura e, assim sendo, a chamada "reforma" do Poder Judiciário  fica inconclusa para gáudio de uma claque de marajás inimputáveis do serviço público em que se transformaram os magistrados.

A verdadeira reforma do Poder Judiciário será  extinguir as indevidas chamadas "garantias" da magistratura do Art. 95 da Constituição Federal: a vitaliciedade que garante as vantagens até a morte do magistrado independentemente do seu desempenho como magistrado, a inamovibilidade que garante o magistrado onde ele quiser a despeito das necessidades indicaram que ele é mais necessário alhures e a irredutibilidade dos salários, ou seja, ele pode pintar o sete no exercício do cargo e não terá o salário reduzido.

O Poder Judiciário é uma "caixa preta" no interior da qual a sociedade civil não interfere  e onde sempre prevalecem os interesses corporativistas dos magistrados. Só há uma forma de combater este vespeiro agressivo que é quebrando o arcabouço legal que sustém o corporativismo e a primeira providência é a revogação do Art.95 da Constituição de 1988. Em outras palavras: a verdadeira reforma do Poder Judiciário será  democratizá-lo. Felizmente cresce o número de brasileiros que perceberam onde está o ponto de apoio do vespeiro que terá de ser decepado para que todo o vespeiro desabe ! Vejam abaixo o artigo sob o título "Também Emana do Povo ? " do Sr. Antonio Sepúlveda, um brasileiro que, vivendo nos Estados Unidos, pode ter uma maior amplitude de visão pela comparação dos nossos problemas com a experiência americana.

“Veja como o articulista detecta o problema crucial do Poder Judiciário" .
 Se o governante mostrar-se incompetente ou os congressistas deixarem de cumprir adequadamente as tarefas que lhes cabem, os eleitores têm como exonerá-los no pleito subsequente. Com os magistrados, não existe essa alternativa; os eleitores, além da longa espera por inquéritos intermináveis e, nem sempre, convincentes, somos compelidos a confiar no entendimento de outros juízes que, embora idôneos, poderão ver a coisa de outra maneira, frustrando a vontade dos donos genuínos do poder de julgar, punir, perdoar, designar ou demitir ".

Não existe nada mais urgente em favor das dezenas de milhões de brasileiros socialmente carentes e hipossuficientes para o exercício da cidadania do que a reforma do Poder Judiciário. Em sucessivo está transcrito o artigo em referência publicado no "Jornal do Brasil" de 20.12.02:

Também emana do povo?   Escritor Antonio Sepúlveda

Em uma democracia autêntica, todo o poder político, teoricamente, emana do povo e em nome do povo é exercido.

Ora, o poder político, na prática, compõe-se dos três poderes da República: Executivo, Legislativo e Judiciário. Segue-se que é o povo quem deve tomar as decisões importantes a respeito das políticas públicas, não de forma ocasional ou circunstancial, mas segundo princípios permanentes de legalidade compatíveis com as reais acepções de um democratismo legitimamente representativo em todas as esferas do poder político. Se não for assim, o sistema vigente não estará formalmente comprometido com a decantada cidadania e com a almejada distribuição equitativa de poder entre todos os cidadãos.

O Poder Executivo recebe um mandato popular. O Legislativo também é eleito diretamente. E o Poder Judiciário, guarda-costas do Estado de Direito, guardião intrínseco de uma sociedade livre? No Brasil, ao contrário do Executivo e do Legislativo, não procede, diretamente, do povo, mas, indiretamente, dos demais poderes da República, o que não deixa de ser uma forma de submissão ou de dependência. De qualquer forma, o fato inequívoco está em que os nossos magistrados são nomeados e ascendem aos cargos públicos sem qualquer ingerência da opinião pública. O sistema parte da discutível premissa de que, ao eleger um governo e um Parlamento, a população, implicitamente, lhes dá carta branca para definir quem é e quem não é merecedor da dignidade e dos encargos da magistratura. Se fosse assim, valeria argumentar que seria igualmente democrático o governo indicar os nomes para os membros do Parlamento ou vice-versa.

Uma vez encastelados nos tribunais, de lá os nossos juízes só sairão por vontade própria ou então por força de uma legislação ultrapassada e de interpretação, em alguns casos, bastante duvidosa. Dessa forma, perdemos nós, que somos os únicos proprietários do Poder Judiciário, o meio democrático de exercer a faculdade de demitir, sumariamente, sem formalidades e maiores explicações, os juízes que, para citar apenas exemplos amenos, sejam compulsivas na concessão de habeas-corpus suspeitos, liminares irrefletidas, suspensões irresponsáveis de penas, dentre outros privilégios com os quais obsequiam fartamente os condenados. O eleitor fica, portanto, impedido de julgar, por critérios próprios e soberanos, como lhe é de direito, se o Poder Judiciário está sendo, em seu nome, adequadamente aplicado.

Qualquer juiz concursado, que haja comprovado, na forma da lei, saúde mental, saber jurídico, experiência forense, idoneidade moral etc., estará em condições exclusivamente técnicas de ocupar determinados cargos para exercer um poder que, por definição de democracia, pertence ao povo. Portanto, é lícito inferir que, para ascender a essa nobre incumbência, o magistrado, comprovadamente apto, deveria ser referendado pelo livre exercício do sufrágio universal.

Devemos considerar essa questão com extrema serenidade, porquanto é o conceito de democracia que está em jogo. Alguém poderia alegar que a Constituição prevê que os nossos juízes sejam nomeados para os diversos cargos nos tribunais. Esse fato, indubitavelmente, legaliza o processo, mas, de forma alguma, o torna, conceitualmente, democrático.

Se o governante mostrar-se incompetente ou os congressistas deixarem de cumprir adequadamente as tarefas que lhes cabem, os eleitores têm como exonerá-los no pleito subsequente. Com os magistrados, não existe essa alternativa; os eleitores, além da longa espera por inquéritos intermináveis e, nem sempre, convincentes, somos compelidos a confiar no entendimento de outros juízes que, embora idôneos, poderão ver a coisa de outra maneira, frustrando a vontade dos donos genuínos do poder de julgar, punir, perdoar, designar ou demitir.

Se entendermos ''democracia'' como regime político baseado nos princípios da soberania popular e da distribuição equitativa do poder representativo, ou seja, um regime de governo que se caracterize, em essência, pela força do ato eleitoral, pela divisão dos poderes e, sobretudo, pelo controle popular da autoridade, parece não haver dúvidas de que a permanência de juízes em determinados cargos deveria sofrer o crivo dos eleitores, porquanto é deles, e somente deles, que provém o imenso poder desses juízes.

LA CONCEPTION FRANÇAISE DE L’INDÉPENDANCE DE LA JUSTICE    http://www.uio.no/studier/emner/jus/jus/FRAJUR/v11/undervisningsmateriale/conference%20Oslo.pdf
A Suécia não muda o já consagrada  forma da Justiça.




segunda-feira, 24 de julho de 2017

Moro Fascista – aqui está a prova

Benito_Mussolini_Duce.jpg?width=330estrangulamento financeiro do investigado (réu) foi uma prática neofascista, instrumento auxiliar da Operação Mãos Limpas na Itália, que tanto impressiona o juiz lotado em Curitiba, e a imprensa pró Reformas. Exaustivamente tal Operação foi analisada e demonstrando aqui com o passar do tempo no Facebook o engodo que foi. Recomendo minuciosa leitura do jornalista e escritor Paulo Moreira Leite a respeito. Nesse momento interessa apontar quando isso começou a ser usado entre nós. Faço isso agora:
Quem primeiro veio com essa lorota foi o secretário de segurança SAULO DE CASTRO ABREU FILHO na gestão Alckmin até 2006. Dizia ele pomposo de que estrangulando financeiramente o PCC, usando o setor de “inteligência”, se acabaria com o crime organizado em São Paulo. Quem conhece os horrores de uma delegacia de polícia sabe o que quer dizer essa “inteligência”. Na verdade são “alternativas” de interrogatórios com os peixes pequenos do mundo do crime (ou não) resultando em pistas até se chegar aos chefões. Não é difícil imaginar o que seriam na oportunidade o tal estrangulamento financeiro. Sequestrou-se de dezenas de contas bancárias em nome de laranjas que guardavam o dinheiro fruto do comercio de drogas.

O método usado por Saulo trouxe resultado duvidoso, pois o PCC reagiu violentamente, como se sabe, deixando por alguns dias a cidade de São Paulo e algumas cidades do Estado sob uma temperatura de guerra, com atentados não só as unidades policiais como meios de transporte coletivo. Como se sabe também, a pendenga entre governo Alckmin e PCC permaneceu durante anos até a capitulação de outro secretário aprendiz de integralista – Alexandre Moraes, posterior ministro de Temer e agora membro do STF.

Prova contra Moro: a metodologia é a mesma usada por Saulo: impedir que o investigado movimente dinheiro mantendo intacta a máquina de cometer crimes. Acontece que no caso de Lula o dinheiro e o seu patrimônio não foram construídos a partir da prática do crime, o confisco esse sim. O sequestro que veio a público no inicio da semana, como apartamentos, carros e conta bancária já existiam nas declarações ao TSE para a campanha de 2012. Mais, o que veio a tona ontem, sequestro de aplicações em Previdência Privada em primeiro lugar não está em nome de laranjas, e sim em nome dos titulares com origem financeira declarada e até esse exato momento não contestado com provas. Segundo – nem todo dinheiro depositado e aplicado em Brasil Previ pertence a Lula e sim a todos os funcionários do Instituto Lula. Os titulares nunca deixaram de declarar a existência dessa aplicação, ou deixaram?

O círculo vicioso continua, Lula é processado sob acusação de ter recebido propina a respeito de operação ilícitas da Petrobrás. Provas: ter comprado um apartamento, o que teria motivado o processo. Só que na apresentação de denuncia, não se encontra provas, que necessitam de outras provas que até agora não estão materializadas. Alguém acredita verdadeiramente que nesse momento a transferência de patrimônio de Lula, por menor que seja, a terceiros, evitando-se assim confisco para devolução ao erário público não seria suspeito? Mesmo assim se aplica estrangulamento financeiro para impedir, por exemplo, que ele continue a ministrar palestras permitindo assim sobreviver a esse embate de vida ou morte. O juiz na ausência de provas quer agora criminalizar remuneração que formou o dinheiro aplicado em previdência privada.

Num regime democrático um juiz de primeira instância até pode determinar sobre a liberdade do acusado, não sobre sua vida. Ouso dizer que dentro em breve Lula terá que provar nalgum tribunal de exceção que tinha qualificação para dar palestras e cobrar por elas. Por consequência outras medidas suplementares, tais como “Prendam os que foram assistir às palestras, para averiguação” virão. É preciso deter a serpente.

Jair Antonio Alves - dramaturgo

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Join President Obama and Chancellor Merkell


------- Mensagem encaminhada -------

De: Obama.org info@obama.org
Para: Paulo Augusto Lacaz lacaze@terra.com.br
CC:
Assunto: Join President Obama and Chancellor Merkel:

Data: 22/05/2017 21h07min50s UTC

Obama Foundation
Hello Paulo Augusto Lacaz --

Later this week, President Obama is traveling to Germany to join Chancellor Angela Merkel for a conversation about civic participation at the iconic Brandenburg Gate in Berlin.

They won't be alone: President Obama and Chancellor Merkel will be joined by four inspiring young civic leaders -- two from Mannheim, Germany, and two from Chicago, Illinois. Take a moment to listen to their stories.

While in office, President and Mrs. Obama traveled to dozens of countries with vastly different political systems, languages, cultures, and religions. Wherever they traveled, they made time to meet with young people. No matter who these individuals were, or where they were from, they all exhibited a common belief: that part of being a good citizen is being engaged locally and globally.

We believe in the power of connecting people who are working to improve their own communities, no matter where they live -- that's how we can take change at the local level and make it global. That's why the Obama Foundation, while based in Chicago, will have projects, programs, and digital networks all over the world -- creating opportunities for a wide range of diverse participants to work together to solve local problems and help knock down the barriers holding them back.

It all starts this week in Berlin. Learn more about the event here:


Thank you,

Bernadette Meehan
International Programs
Obama Foundation

Donate today to support the Obama Foundation's work, including our ongoing investment in young leaders across the globe.





OBAMA FOUNDATION


To
    
Obama Foundation


                                         SUBJECT: FUTURE AGREEMENT
                                             
                                           ATT:  Mr. Martin Nesbitt 
                                                                                      President, Board of Directors Obama Foundation
                                                                                                                                                                             https://www.facebook.com/martin.nesbitt.169?lst=100013000153984%3A100015471963856%3A1493894535

                                                                            
                                       CC: Mr. Barack Obama and Mrs. Michelle Obama  
                                               Mrs Bernadette Meehan - International Programs
                                               https://medium.com/@ObamaFoundation/join-president-obama-in-berlin-b51df1233a94
  

      
Dear Colleagues and Friends,

      Certainly, we are from SCCBESME HUMANITY, here in Brazil, will be able to inspire people and communities to face challenges together with the Americans, for the Social and Moral Welfare of the Peaceful Evolution of Humanity, for the Development of the Order and the Progress of Our Mother EARTH.

  As I became aware of the conceptual vision of the Obama Presidential Center - a center for living and working for citizenship, in Jackson Park on the south side of Chicago,http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2017/05/first-look-at-obama-presidential-center.html

     I have decided to mark our presence by writing this e-mail, to strengthen if it is to your liking, our future and joint actions, based on Sociological and Moral Scientific; Within the Police Capitalism, with freedom of the Media, for a better Political Regime than the Democratic Party - the REPUBLICAN SOCIETOCRATIC. We are not Communists, neither, fascists,  nor Nazi.  
  
 For approximately the last 28 years, I have been(http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2014/08/curriculum-vitae.html) studying outside the university circles with material support from my savings and no doubt from the books in my library


 as well as often on the Internet, a Scientific Philosophy by means of the perceptions which the August Comte philosopher registered through the Natural Philosophical Laws of the Sciences: Mathematics, Astronomy, Physics, Chemistry, Biology, Positive Sociology(http://livrospositivistas.blogspot.com.br/2014/06/a-ciencia-sociologia-positiva.html) and Positive Moral (http://livrospositivistas.blogspot.com.br/2014/05/moral-positiva-pierre-laffitte-21-ffev.html ;http://www.doutrinadahumanidade.com/livros/ciencia_moral_positiva_r22.pdf) ; as well as the Fifteen Natural Universal Philosophical Laws which he perceived and coded as Supreme Fatality or First Philosophy, which are common to the previously listed seven scienceshttp://sccbesme-humanidade.blogspot.com.br/2013/01/em-teste-sinopse-das-15-leis-naturais.html   http://livrospositivistas.blogspot.com.br/2015/06/manobre-voce-mesmo-seu-destino.html http://www.doutrinadahumanidade.com/livros/augusto_comte_para_todos_viii.pdf
       
       In this Doctrine to be considered as sciences, the criterion was adopted that the Natural Philosophical Laws that govern them have to possess seven simultaneous attributes: Real, Useful, Certain, Precise, Organic, Relative and Social. For this reason, Economics is considered here as a technological application of the Positive Sociology Science, as Topography, Accounting and Prime Numbers are of the Mathematical Science, and as Mechanics is of Physic. On the other hand, DUTIES and Rights Laws, Feeling Education, Politics and Medicine are part of Good Art , and will never be sciences.

      I have dedicated myself on my own, with no support from any organ or any private or state institution, striving in these last years to collaborate with great National and International deeds, with the objective of doing the Social and Moral Good of the Societies which inhabit Mother Earth, through analysis and scientific suggestions.

     On my website www.doctrineofhumanity.com/ and on the Blogs (http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2014/04/listagem-dos-temas-contidos-no-blog.html ) where you may find a , series of e-mails, with Articles and Books as well as a succinct explanation of this Philosophy / Politics / Scientific Doctrine. 

      The contents of the pages are free of charge.

 The sites were conceived to honor through the Doctrine of Humanity the United States of America Population and never only the Politicians, the Public Officials of the USA State Department and the CFR. 

      In 2010, the Political Regime activities, after having studied 26 Constitutions of various countries, I have dedicated myself to the study and search for new ideas and suggestions of a scientific nature, which by persuasion and knowledge may contribute to the emergence of a  new Political Regime capable of bringing to countries with a cultural level similar to that prevailing in Brazil conditions which are beneficial to our reaching the Capitalist Democracy in the near future, since in these countries, as in Brazil, there still predominates a Mercantilist Democracy and sometimes a Mercantilist - Judiciary Dictatorship.


This Political Regime proposed – Societocratic Republican – may be applied with the due adjustments to the countries in the Group of 20 (G-20). http://sccbesme-humanidade.blogspot.com.br/2015/04/lecture-on-new-political-regime.html
 . Not everything can be applied now, but the target will serve to be pursued.

The advantage which this political regime would bring, besides other actions, would be that of educating human feelings and scientifically instructing the populations by natural laws, with a view to Policed Capitalism/ Societocratic Regime , bringing about the reduction of world conflicts in which many US soldiers are killed, bravely fighting terrorists and despot dictators, in other parts of the world, in order to maintain the operational market structure, in freedom and with responsibility for the Globalized Capitalist System.

      In the meantime, I present to you among others the work of social and moral nature that I attended here in Brazil over the Internet, where I contribute to the fight that the Obama administration faced in order to benefit from these 32 million Americans did not have health care insurance.

     You may verify this in the e-mail that I received from the President Barack Obama, included in the site:  http://www.doctrineofhumanity.com/emails.htm   - E-mails received from President Barack Obama  - Paulo Augusto, add your name to mine

             
    The collaboration took place in 2010, where I  participated  to help the American Population and consequently to generate the harmony of Social Well-Being of Financial Globalization, with focusing on the Positive Moral notion, in Wall Street Reform, which may be verified in my letter to President Barack Obama and  their answers on this topic:
To

Mr. BARACK OBAMA,
PRESIDENT of the United States of America
The White House
1600 – Pennsylvania Ave. NW. 
Washington, DC 20.500


     Cc: To all US Senators 
                
            Cc:      Mr. Joe Biden – Vice President 
                        Mrs. Hillary Rodham Clinton – US Department of State
                        Mr. Tim Kaine - Democratic National Committee 
                        Mr. Mitch Stewart - Organizing of American
                        Mr. David Plouffe - Campaign Manager – Obama for America
            

                        Subject: Wall Street Finance Moralization Reform.

 Dear Mr. President    

“What is Morally Wrong cannot be Politically Right”.

                Please, you don’t advance only with actions creating the strongest consumer protections, but complemented legally by vigorous penalties. There is a need to educate the US citizens, mainly the economists/ financiers and lawyers, with the objective to minimize the selfishness and the expansion of Altruism, through Human Feeling Education.  We have, however, no time to analyze this deficiency, due to the short time available; the penalties have to be heavy to avoid chaos, and consequently the destruction of the society of the Great US Nation; like that promoted by the devastating financial crisis – 2009, which, if not for the existence of a Democrat like you trying to defend us, would probably have us living in a great economic and financial hecatomb. 

                All civilizations possess a society that is maintained by a “tripod". The "equilibrium", i.e., the Social Harmony of this society depends on the "vector" greatness of these "three legs"; the first leg represents the Moral Capital; the second, the Material Capital ($) and finally the third, the Scientific Intellectual Capital. The unbalance in the greatness of one of these “three vectors” can cause the implosion of a civilization. The larger fragility of US Society is in the Moral Capital. It is said that it is necessary to strengthen this “foot of the tripod”. 

                Figuratively, when "the Entropy of the Moral Capital of the American Society” reaches zero, it "will implode", creating a great "black hole” and it will swallow all of us.  

                A scientific analysis of the Moral Capital was already presented more than 160 years ago by August Comte, through a Science, known as Theoretical Positive Moral Science or Science of the Construction or Scientific Psychology.
                
                To collaborate with suggestions in the mid and long term, I enclose a philosophic letter that I sent you, soon after your inauguration - Suggestion of New Ideas, at the Domestic Level, for the Administration of President Barack Obama.  
                
                I expect that some topics of this Letter will be useful for macro Positive Morality notions of in order for us to avoid a great future fall, not only for the U.S, but for all countries which participate in the Financial Globalization, the command of which is yours.

                For the moment, to replace the number of large Banks by a great number of small banks, can initially elevate the operational cost, but will certainly elevate the competition among them. But they will need inspection and control by the STATE, to avoid Cartels and Dumping among them, through the Consumer Financial Protection Agency - CFPA and by the US Government Accountability Office– US GAO
                
                When “money speaks”, the Truth remains silent!  With the passing of time, it has been, to proven that this is not true.

The love for the homeland and for the nation has to be above 
the love for profit and for money.

IF YOU DESTROY THE NATION, YOU DESTROY ALL BANKS.

TO LIVE FOR SOMEBODY ELSE - TO LIVE WITHOUT LYING.

Mr. President you are moving and shaking a great “African hornet hive".    

It is very dangerous! 
   
Look that happened with President John F. Kennedy. Please, be careful!  
  
You deserve eight years of government. The Democrats have to possess a Leader to make Progressive CHANGES.  
  
Take care, often the Statesman’s prize is Death.  So please: 

To Conserve, Improving
  
Your safety has to be doubled!  
  
I am no futurist; I am scientifically a scholar, based on natural philosophical laws in Sociology and Moral Positive Sciences.  
   
            Expecting to hear from you, I wish you  

            Health, with respect and fraternity  

            Sincerely,  

 Paulo Augusto LACAZ      www.doctrineofhumanity.com/ 

PS: TO LIVE FOR SOMEBODY ELSE: This is not to give your property or money to others, it is to promote the well-being of others so that your well-being emerges with that of the others.  There is a need for competition, but it has to be managed, i.e., moderated, because it can lead us to practice cruelty. We have to subordinate the personality to the sociability. Capitalism has to be watched and advised, with freedom of the press, with elevated responsibility. Otherwise, it destroys itself. The Wall Street Lobbyist actions are morally wrong……… 

----- Original Message -----
From: "Mitch Stewart, BarackObama.com" info@barackobama.com
To: Paulo Augusto LACAZ lacaze@terra.com.br
Cc:
Sent: Dom 18/04/10 13:00
Subject: Fwd: A presidential veto
Paulo Augusto

President Obama means business.
He's committed his administration to reining in Wall Street and creating the strongest consumer protections in history. And on Friday he made it clear that we can't allow another devastating financial crisis -- so he'll veto any reform bill that doesn't bring the derivatives market under control.
But the Senate could begin debate as soon as this week, and Republican leaders are teaming up with Wall Street lobbyists to defeat the bill -- so the President needs your help to show that the American people stand with him on Wall Street reform:
http://my.barackobama.com/StandForWallStreetReform

Thanks,

Mitch

P.S. -- Don't miss the President's message from Friday below.
========================================================


-------------Original Message-------------

From: Barack Obama

Subject: Wall Street reform

Friend --

It has now been well over a year since the near collapse of our entire financial system that cost the nation more than 8 million jobs. To this day, hard-working families struggle to make ends meet.

We've made strides -- businesses are starting to hire, Americans are finding jobs, and neighbors who had
given up looking are returning to the job market with new hope. But the flaws in our financial system that led to this crisis remain unresolved.

Wall Street titans still recklessly speculate with borrowed money. Big banks and credit card companies stack the deck to earn millions while far too many middle-class families, who have done everything right, can barely pay their bills or save for a better future.

We cannot delay action any longer. It is time to hold the big banks accountable to the people they serve, establish the strongest consumer protections in our nation's history -- and ensure that taxpayers will never again be forced to bail out big banks because they are "too big to fail."
That is what Wall Street reform will achieve, why I am so committed to making it happen, and why I'm asking for your help today.
Please stand with me to show your support for Wall Street reform.

We know that without enforceable, commonsense rules to check abuse and protect families, markets are not truly free. Wall Street reform will foster a strong and vibrant financial sector so that businesses can get loans; families can afford mortgages; entrepreneurs can find the capital to start a new company, sell a new product, or offer an ew service.
Consumer financial protections are currently spread across seven different government agencies. Wall Street reform will create one single Consumer Financial Protection Agency -- tasked with preventing predatory practices and making sure you get the clear information, not fine print, needed to avoid ballooning mortgage payments or credit card rate hikes.

Reform will provide crucial new oversight, give shareholders a say on salaries and bonuses, and create new tools to break up failing financial firms so that taxpayers aren't forced into another unfair bailout. And reform will keep our economy secure by ensuring that no single firm can bring down the whole financial system.

With so much at stake, it is not surprising that allies of the big banks and Wall Street lenders have already launched a multi-million-dollar ad campaign to fight these changes. Arm-twisting lobbyists are already storming Capitol Hill, seeking to undermine the strong bipartisan foundation of reform with loopholes and exemptions for the most egregious abusers of consumers.

I won't accept anything short of the full protection that our citizens deserve and our economy needs. It's a fight worth having, and it is a fight we can win -- if we stand up and speak out together.
So I'm asking you to join me, starting today, by adding your name as a strong supporter of Wall Street reform:
President Barack Obama
Paid for by Organizing for America, a project of the Democratic National Committee -- 430 South Capitol Street SE, Washington, D.C. 20003. This communication is not authorized by any candidate or candidate's committee.
This email was sent to: lacaze@terra.com.br
=================================================================================================
      
         All this effort has not had any specific results in relation to receive some financial donation, through an Accession Partnership, with a large Industrial Organization - Corporation or Foundation from the Western Hemisphere, to elaborate the projects listed in these links:



        Since 2011, when SCCBESME HUMANIDADE was created, to this date failed to capture any value and I have "banked financially" all alone, with the help of some friends; which will in future be paid for work performed. 

        I wish to place on record that SCCBESME HUMANIDADE, has an agreement signed with PAYPAL to capture DONATION from anywhere in the world, for any amount over $ 1,500, provided that the projects to be carried out by SCCBESME HUMANIDADE with third partnership, focusing on the Social Good and Moral of the countries populations where the USA has interest. The Donations transfers from Foreign DONATION to Brazil are FREE from paying of Income Tax.

         By objectifying PARTNERSHIPS, each runs its risk and responsibility. 

The SCCBESME HUMANIDADE is independent and it is not linked to any political party, in Brazil and abroad, but I have sympathy for Democratic Party with TPP restriction and friend of Senator Bernie Sanders (http://palacazgrandesartigos.blogspot.com.br/2016/10/us-1100000000.htmland in Brazil by PT Party in social actions.  Let us temporize the two political leaders for the welfare of Americans and other peoples of the world.

     For the SCCBESME HUMANITY start in operation, in order to carry out its projects, there is a need for high financial resources, through partnerships with some foreign foundation. And this one has not yet appeared. For the Brazilian civilization is not accustomed to make a donation, even of U $ 1. It is a people that are badly educated politically. Inflation is violently high; But the government camouflages the statistical data. 2014 - 6.41%; 2015 -10.67%; 2016 - 12.28%.

       Currently, Brazil is going through a period of poor economic planning for workers and retirees, since the government's goal is to strengthen the oligarchic miracles, which represent 10% of the population; and they own 90% of GDP. Generating unemployment for the productive workers and privatizing a large number of important companies for the strengthening of the State. We walked to be equal to a republic of Central America. Crime passed the tolerable limit. And corruption is endemic, which makes it very difficult to be honest to survive. But I will fight!

      I hope that Mr. Barack Obama has learned through his counselors about what I have done to improve the lives of the American people through my work via WEB.

 See the last work I completed after receiving a Senator Bernie Sanders advertising, that I had sent this link to the Protestant and Catholic religions of the State of Georgia. 

    I hope the result has been positive, to enhance the American citizen.

     My request is to get a monthly donation of $ 3,500 during the months of 2017 so that I will not stop fighting day and night for our causes.

 I know that the Democratic Party and OurRevolution cannot send donations abroad, but the individuals who are listed can help me maintain that effort for a few years,
retirement is ridiculous and renting a property is reasonable. My savings are running out.

I live in the most expensive neighborhood in Brazil, in my wife's apartment.

If it is possible to donate, follow my bank account.

Banco Bradesco S / A -
Agency - 0551
Account Number: 0073522 - Digit 01

Looking forward to news, I wish you,

Health, respect and fraternity,

        Paulo Augusto Lacaz
           CEO – President 
    SCCBESME HUMANIDADE